A Jobra Educação está a organizar um painel de masterclasses de saxofone e de trompete entre os dias 26 e 29 de março, dirigidas a pessoas de todas as idades. Inscreve-te já!

A masterclasse de saxofone será orientada pelo músico Fernando Ramos e terá lugar nos dias 26 e 27 de março (das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00). A masterclasse de trompete, orientada por Luís Granjo que irá decorrer nos dias 28 e 29 de março (das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00). As masterclasses irão decorrer no Centro Cultural da Branca e destinam-se a pessoas de todas as idades.

No último dia das masterclasses realizar-se-á uma apresentação no Centro Cultural da Branca com os professores. Posteriormente será feita a entrega dos Diplomas a todos os participantes.

O valor de frequência em cada masterclasse é de 25€  (para alunos que frequentam a Jobra Educação) e de 50€ para participante ou 15€ para ouvintes.

»» As inscrições para a Masterclasse de Saxofone e de Trompete estão fechadas, mas pode sempre participar como ouvinte! Podem ser feitas diretamente aqui ou nos serviços administrativos da Jobra até ao dia 25 de março (data limite para inscrição e respetivo pagamento).

Para que a inscrição seja válida, ao efetuar o pagamento por transferência bancária deve enviar o respetivo comprovativo de pagamento para secretaria@jobra.pt, referindo no assunto do email  ou “Masterclasse de Trompete”com a indicação do nome do aluno no corpo de email.

IBAN: PT50 0045 3310 4021 0512 2289 7

Nota: só serão validadas as inscrições que estejam acompanhadas de comprovativo de pagamento. Em caso de desistência o valor da inscrição não será reembolsado.

Caso a Jobra não reúna o número desejado de inscrições a organização reserva-se o direito de alterar a duração da Masterclasse de saxofone para apenas um dia.

FERNANDO RAMOS


É natural do Canadá. Fez o curso complementar de saxofone com Fernando Valente no Conservatório de Aveiro (1992-1997)  e na Holanda licenciou-se em Saxofone, na classe do professor Henk van Twillert, em 2001, no Conservatorium van Amsterdam. Prosseguiu os estudos de mestrado, terminando em 2004 o “Voortgezette opleiding Muziek” em Artes Performativas.
Participou em masterclasses com Jean-Yves Formeau, Claude Delangle, Kyle Horch, Leo van Oostrom, Mário Marzi, Christer Johnsson, Arno Bornkamp, Nobuya Sugawa, Steve Mauk, e Benjamin Herman e work-shops com Bobby McFerrin, Kenny Werner Trio, Christian McBride, Bob Mintzer e Uri Hoenig. Trabalha assiduamente com compositores portugueses e estrangeiros no desenvolvimento do repertório do saxofone, tendo várias obras a si dedicadas.
É professor de Saxofone na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto (ESMAE), na Universidade de Aveiro e na Escola Profissional de Música de Viana de Castelo. Recebe regularmente convites para orientar masterclasses, workshops em Portugal e no estrangeiro, e tem sido membro de júri em vários concursos de saxofone.
É membro fundador do Quad Quartet e do Kinetix duo.

LUÍS FILIPE GRANJO

Nasceu a 1 de Outubro de 1977. É natural do Troviscal (Oliveira do Bairro). Frequentou o Conservatório de Música de Aveiro onde estudou com José Ferreira, Rui Brito e Kevin Wauldron. Em 1995 entrou para a Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto onde obteve, no ano lectivo 99/00, o bacharelato em trompete.
Em 1998 foi laureado com o 1º prémio com menção honrosa entre a classe de trompete e o 2º prémio de entre todos os instrumentistas no concurso para jovens solistas em Purmerend (Holanda). Em 1999 foi o concorrente melhor classificado na classe de trompete, nível superior, do Concurso da RDP – Prémio de Jovens Músicos. No mesmo ano alcançou também um 2º lugar no 1º Concurso de Trompete de Castelo de Paiva. Em 2000, com o “Capela Brass Quintet”, foi laureado com o 1º Prémio (89 pontos em 100) no concurso de música de Câmara em Neerpelt na Bélgica. Em 2002 finaliza a Licenciatura em trompete na ESMAE tendo recebido o prémio da Fundação António de Almeida para a melhor licenciatura do seu curso.
Foi 1º Trompete da Orquestra Metropolitana de Lisboa, da Orquestra da Federação Académica do Porto e da Orquestra de Jazz de Matosinhos.
Realizou cursos de aperfeiçoamento para jovens músicos em Mira, Cantanhede, Troviscal e Taveiro, vários cursos de música de câmara da Federação de Associações Musicais do Distrito de Aveiro (FAMDA), foi monitor do grupo de Metais do Estágio da Orquestra de Sopros da União de Conservatórios da zona de Bordéus – França, realizou um Master Class de Trompete e Música de Câmara em Viseu, foi Professor convidado no Festival de Musica Junior de 2013 e 2014 em Montalegre e ministrou um curso na Academia de Musica de Vale de Cambra.
Participou em cursos de trompete com José Augusto Carneiro  (O. Do Bairro), Maximo Spiga (Águeda), Fred Mills  (Espanha), John Aigi Hurn , (Águeda, Castelo de Paiva, Porto, Braga e em La Corunha), Philip Smith (Lisboa), Allen Vizutti (seixal), Pierre Thibaud  (Seixal), Reinhold Friederich (Santa Maria da Feira), Pasi Pirinen (ESMAE), André Henry  (Guimarães e Vigo), Eric Aubier  (S. Tirso), Pepe Orti  (Vigo), Hakan Hardenberger (casa da música), Pierre Dutot (Viana do Castelo e em Bordéus), John Miller  (Royal Northen College of Music), Fritz Damrow (Cangas, Espanha), Benjamin Moreno (Madrid), Gabor Tarkovi (Menorca) e Maurice André  (Zurique). Frequentou Cursos de Música de Câmara com os quintetos Barquisemetal (Venezuela), German Brass (seixal), Luur Metal  (Espanha) e Olga Prats  (Viana do Castelo), Cursos de Jazz com Carlos Martins  e Carlos Barreto  (Aveiro), Curso de direcção coral com José Robert e um curso de Direcção de Orquestra com Ernst Schelle.
Como instrumentista participou, entre outros, no estágio da Orquestra de Sopros do Conservatório de Música de Aveiro, no estágio da Orquestra de Sopros “Aveiro 94” (como convidado), no estágio da Orquestra Nacional de Sopros dos Templários (uma vez por concurso e quatro como 1º trompete convidado), no estágio da Orquestra da Escola de Música de Espinho (Solista Convidado), no estágio da Orquestra de Câmara da Westfalen – Alemanha (a representar a E.S.M.A.E. e como 1º trompete solista), Festival Internacional de Ópera de Ponte de Lima (2007) e como solista no Festival de Música da Póvoa do Varzim (2007). Interpretou ainda a solo com a Orquestra das Beiras o Concerto per il Clarino Joseph Haydn e de Johann Nepomuk Hummel o Concerto a Trombe Principale.
É músico Fundador da União Filarmónica do Troviscal instituição com quem se têm apresentado em grandes palcos nacionais e internacionais, tem participado em concursos e têm interpretado inúmeras obras a solo.
Realizou vários recitais com piano, órgão, quinteto de metais e outras formações por todo o país. Participou em 2008 com o Grupo de Trompete da E.S.M.A.E na Conferência do International Trumpet Guild em Banff no Canadá.
Participou em 2011 com a União Filarmónica do Troviscal na Conferência da WASBE (World Association dor Symphonic Bands and Ensembles) em Chiayi City, Taiwan. Esta apresentação incluiu a estreia mundial do Concerto para trompete e banda “Wind” de João Madureira. Associado a esta participação realizou ainda concertos em Macau e Hong-Kong.
Já Leccionou na Academia de Música Gualdim Pais (Tomar) no Conservatório de Música de Águeda, no Conservatório de Música de Coimbra, nas Escola Profissional e Academia de Música de Viana do Castelo, na Escola de Artes da Bairrada, na Escola Profissional de Música de Espinho, no Instituto Piaget de Viseu e na E.S.M.A.E.
Foi membro do Júri do 1º Concurso Internacional de Monção “Ruben Simeó” em 2014.
Em 2014 foi laureado com o 1º Premio ‘Golden Star – Fundación Excelentia no concurso internacional TrumpetLand Stars em Valência – Espanha. Este premio incluiu a interpretação a solo, com a orquestra S. Cecília, do Concerto a Trombe Principale de Johann Nepomuk Hummel no Auditório Nacional de Madrid em Abril de 2015.
Em 2015 organizou, no Conservatório de Música do Porto, o 1º Festival Trompete.com que contou com quatro professores (Benjamin Moreno, Gileno Santana, Bruno Fernandes e Pierre Dutot) e onde interpretou, com os Massive Brass Attack, o Concerto para trompete de Anthony Plog. Ainda durante este ano interpretou o concerto de Hummel com a Filarmonia das Beiras.
Foi convidado, em 2015, para realizar masterclass na Academia de Música de Arouca e no Estágio da Orquestra Nacional de Sopros em Portel.
Na atualidade é instrutor na Universidade de Aveiro, docente no Conservatório de Música do Porto e é trompete solista da Orquestra Sinfónica do Porto, Casa da Música.
2018-03-21T15:52:31+00:00